IURD Cenáculo Brasilândia Rua,Parapuã,1885, V. Brasilândia, São Paulo, SP

Loading...

JESUS SEM HERESIAS: A luz do mundo

JESUS SEM HERESIAS: A luz do mundo: "Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueir..."

Qual é o seu espírito ?

Existem dois grupos de pessoas,as acomodadas e as "revoltadas". Ou seja, pessoas passivas e ativas,pessoas que se sujeitam ao fracasso e as que não aceitam serem fracassadas.

Exemplos : Barzilai e Calebe.

Também Barzilai, o gileadita, desceu de Rogelim e passou com o rei o Jordão, para o acompanhar até ao outro lado.
Era Barzilai mui velho, da idade de oitenta anos; ele sustentara o rei quando este estava em Maanaim, porque era homem mui rico.
Disse o rei a Barzilai: Vem tu comigo, e te sustentarei em Jerusalém.
Respondeu Barzilai ao rei: Quantos serão ainda os dias dos anos da minha vida? Não vale a pena subir com o rei a Jerusalém.
Oitenta anos tenho hoje; poderia eu discernir entre o bom e o mau? Poderia o teu servo ter gosto no que come e no que bebe? Poderia eu mais ouvir a voz dos cantores e cantoras? E por que há de ser o teu servo ainda pesado ao rei, meu senhor?
Com o rei irá o teu servo ainda um pouco além do Jordão; por que há de me retribuir o rei com tal recompensa?
Deixa voltar o teu servo, e morrerei na minha cidade e serei sepultado junto de meu pai e de minha mãe; mas eis aí o teu servo Quimã; passe ele com o rei, meu senhor, e faze-lhe o que bem te parecer.
Respondeu o rei: Quimã passará comigo, e eu lhe farei como for do teu agrado e tudo quanto desejares de mim eu te farei
(2Sm.19.31-38)

Como se pôde constatar ,Barzilai foi até util ao rei,lhe provendo o sustento enquanto este esteve em Maanaim. Mas se acomodou e usando o pretexto da idade se negou a acompanhar o rei até Jerusalém e servi-lo assim de perto, antes preferindo esperar a morte. Muitos até diriam -Ele de fato já era muito velho e poderia estar debilitado ..... Mas o fato é que Barzilai se acomodou!

Veja : Tinha eu quarenta anos quando Moisés, servo do SENHOR, me enviou de Cades-Barnéia para espiar a terra; e eu lhe relatei como sentia no coração.
Mas meus irmãos que subiram comigo desesperaram o povo; eu, porém, perseverei em seguir o SENHOR, meu Deus.
Então, Moisés, naquele dia, jurou, dizendo: Certamente, a terra em que puseste o pé será tua e de teus filhos, em herança perpetuamente, pois perseveraste em seguir o SENHOR, meu Deus.
Eis, agora, o SENHOR me conservou em vida, como prometeu; quarenta e cinco anos há desde que o SENHOR falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e, já agora, sou de oitenta e cinco anos.
Estou forte ainda hoje como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força naquele dia, tal ainda agora para o combate, tanto para sair a ele como para voltar.
Agora, pois, dá-me este monte de que o SENHOR falou naquele dia, pois, naquele dia, ouviste que lá estavam os anaquins e grandes e fortes cidades; o SENHOR, porventura, será comigo, para os desapossar, como prometeu.
Josué o abençoou e deu a Calebe, filho de Jefoné, Hebrom em herança.
Portanto, Hebrom passou a ser de Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu, em herança até ao dia de hoje, visto que perseverara em seguir o SENHOR, Deus de Israel.
(Josué.14.7-14)

Você notou como era diferente o espírito que habitava em Calebe? Veja que quando foi chamado ele tinha quarenta anos,e quando recebeu a promessa já era da idade de oitenta e cinco anos, mas tinha a mesma força e disposição . Será que os anos que Calebe passou no deserto foram melhores que os de Barzilai em Maanaim sendo ele rico? É claro que não mas o espirito de Calebe era revoltado e não acomodado.

E você qual é o seu espirito??


Deus te oriente,na Fé !

O espírito da elite brasileira

Veja que comentário miserável fez este "profissional" de comunicação.

É o espírito da elite brasileira,puro preconceito contra as classes menos favorecidas de nossa sociedade.



Você já pensou se um sujeito como este chega ao poder ?

Que Deus nos oriente!!

O Rascunho do Divórcio

Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"

Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.
Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.
Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus examos no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo".

Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

UM CASAMENTO CENTRADO EM CRISTO É UM CASAMENTO QUE DURA UMA VIDA TODA.

Fonte.: de Autor desconhecido,recebido por email

Deus te oriente,na Fé!

O sal da terra

Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens.
(Mt.5.13)

Já esqueceu um pedaço de carne fora da geladeira de um dia prá outro ? Experimente e verá que horreenda experiência .

Meditando nessas palavras logo pensamos: A terra e seus habitantes encontram-se num continuo processo de deterioração. Nós somos o "sal da terra". A nossa própria presença nela detém a corrupção, é como um desinfetante moral,para um mundo em que os padrões morais são baixos ,estão em constante mudança ou nem seguer existem. O sal é ainda um agente curativo. Ele provoca sede. Ele dá o sabor. O sal é notavelmente útil,mas... será que notamos bem uma palavra no verso 13? "...ora, se o sal vier a ser insípido,..." O Senhor Jesus aqui não faz uma advertência imaginária, mas real. Pois se for tirada do cristão aquela sua virtude que o torna diferente, não lhe resta nada que tenha valor,para nada mais prestamos,como diz o Senhor Jesus.

Observamos hoje que o pensamento secular está corroendo sensivelmente esse caráter distintivo que o servo de Deus possui. E isso está começando a influenciar a igreja de Jesus . Muitos cristãos já submeteram sua mente ao sistema corrupto do mundo. Aquela mente cristã, distinta da do mundo, hoje é peça rara .
As influências de Ideologias tais como humanismo,secularismo,entelectualismo e materialismo invadem o pensamento cristão de tal forma, que nosso sal ficou diluído, assim podemos virtualmente parar de pensar em consonância com a Bíblia e deixar de " sacudir o saleiro" e em algúns casos ele ,nem existe mais .

Quem é servo tem que ter cuidado com isso, pois o Senhor Jesus expôs sua preocupação com ênfase (Mt.5.13) Nossa funçao é preservar... senão perdemos nossa influência e nos tornamos tão insignificantes como uma camada de poeira.

O sal é povilhado e espalhado ...não derramado. Ele tem que ser espalhado. o sal em demasia estraga um alimento .Isso é bom lembrete para os cristãos ,no sentido de que se espalhem , em vez de ficarem todos aglomerados em grupos.

O sal aumenta o sabor...mas não aparece. Numca vemos ninguém dizer:
- Puxa,como é bom este sal !
O que dizemos muitas vceses é:
-Este prato está realmente muito gostoso,saboroso....!
O verdadeiro servo realça o sabor da vida um sabor que sem ele não existiria.

O sal não se parece com nenhum outro tipo de tempero. Entretanto,sua força está exatamente em ser diferente dos outros. Ele não pode ser imitado; e para ser útil,precisa ser colocado no alimento.o sal que permanece no saleiro não vale de nada pra ninguém.

Deus te oriente ,na Fé !

Testemunhe Jesus em sua vida,atos,e palavra.

Ser testemunha de Cristo é simplesmente ser na prática quem você já é na teoria. Não significa que você vá ter que aprender a pregar, não significa necessariamente bater de porta em porta falando de Jesus Cristo a cada dia, de modo que não apenas suas palavras falem de Jesus, mas a sua própria vida reflita a vida de cristo.

Como é que você testemunha com sua vida? Fazendo exatamente aquilo de que já falamos em outros textos : obedecendo a Palavra de Deus, sendo dirigido e controlado palo Espírito Santo, demonstrando o fruto do Espírito em suas ações,em sua conduta.

Isso não significa tornar-se um puritano (no sentido jocoso do termo),ter que usar roupas esquisitas, e deixar de divertir-se. Também não significa andar sempre com a Biblia debaixo do braço. Significa simplismente que você fica ligado a Jesus a todo instante.

Jesus descreveu esse relacionamento como os ramos de uma videira, sempre ligados a ela. Se permanesermos ligados a Cristo, daremos fruto e nossa vida será um testemunho aos que nos rodeiam.

Como testemunha de Jesus, você afetará todo o mundo.
"vós sois a luz do mundo" ,disse Jesus aos Seus seguidores."não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte;nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire,mas no velador,e alumia a todos que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus" (Mt.5.14-16)

Não basta, todavia, ser testemunha apenas com a vida. Crescimento Cristão também implica ser testenhuma com a boca. Isto significa que uma vez salvo,e experimentando o controle do Espirito Santo , você vai querer falar a outras pessoas sobre este novo e maravilhoso modo de vida.E isto, virá tão naturalmente quanto falar a outros da pessoa de quem você ama. Ou do seu carro novo. Ou de seu filho ou neto.

Deus lhe dará as palavras certas - e também as pessoas certas a quem falar. Tudo que você tem a fazer é dispor-se diante de Deus.

Deus te oriente,na Fé !
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...