IURD Cenáculo Brasilândia Rua,Parapuã,1885, V. Brasilândia, São Paulo, SP

Loading...

A oferta do Rei Davi explica porque ele foi chamado menina dos olhos de Deus


A oferta de Davi :
Será que num mundo capitalista como vivemos hoje alguém teria a coragem de fazer algo assim como fez Davi ?

Com todas as minhas forças preparei para a casa do meu Deus o ouro para as obras de ouro, a prata para as obras de prata, o bronze para as obras de bronze, o ferro para as obras de ferro e a madeira para as obras de madeira; pedras de ônix, pedras para obras de engaste, pedras para obras de marchetaria, e de diversas cores, e toda a sorte de pedras preciosas e mármore em abundância. (1 Cronicas 29.2)

Se você quer ter o melhor de Deus,dê o seu melhor para Ele.

Davi deu o seu melhor,não estou me referindo apenas ao dinheiro,mas ao desprendimento. Até porque dar dinheiro pode ser considerado algo fácil,uma vez que se pode recupera-lo com o trabalho.

Mas eu me refiro a vida dê o melhor de sua mocidade,da sua virtude,da sua força,do seu entendimento,da sua coragem.... dê o melhor de você.

Muitos ainda hoje dizem : "Sou novo demais pra me dedicar a Deus,mais tarde penso nisso". Quero deixar claro que mais tarde pode ser tarde demais.

Seja desprendido, quantas vezes eu você e tantos outros no momento de ofertar,e digo com dinheiro mesmo ,aquele que se pode reconquistar trabalhando temos a opção de dar o melhor e damos o pior, será que com relação a vida é diferente ??

Nós usamos o exemplo do valor monetário da oferta de Davi e até de nossas ofertas,por ter a consciência que o dinheiro e a maquina que rege e gira o mundo.

Mas que fique claro que o que Deus quer de você, vai muito além das cifras.

Deus quer sua vida "alma".




Deus te oriente,na Fé !

O espírito é a base (BIspo Macedo - Santo Culto)

O EXERCÍCIO DA PACIÊNCIA


Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas. Hebreus 6:12

Esta é a história de um menino que não tinha um pouco de paciência com os outros.

Então seu pai lhe deu um saco de pregos e lhe disse que sempre que ele perdeu a paciência, ele deveria martelar um prego atrás da porta.

No primeiro dia o rapaz levou 37 pregos na porta. As semanas que se seguiram, como ele aprendeu a controlar seu temperamento, tornando-se menos martelou pregos atrás da porta.

acabou descobrindo que era mais fácil controlar seu temperamento do que martelar pregos na porta.

O dia veio quando ele poderia controlar seu caráter durante todo o dia.

Depois de informar seu pai, ele aconselhou-a a retirar um prego a cada dia que conseguiu controlar seu caráter. Os dias foram passando eo menino pôde finalmente anunciar ao pai que não havia mais pregos na porta.

Seu pai tomou-o pela mão, levou-o à porta e disse: meu filho, eu vejo que você trabalhou duro, mas olha todos esses buracos na porta. Nunca seja o mesmo.

Toda vez que você perder a paciência, assim como as cicatrizes para veen aqui. Você pode insultar alguém e retirar o insulto, mas dependendo da forma como fala pode ser devastador ea cicatriz ficará para sempre. Uma ofensa verbal pode ser tão prejudicial como uma ofensa física.

Amigos são jóias preciosas. Eles nos fazem rir e nos encorajam a seguir em frente. Nós ouvimos atentamente e estão sempre prontos para abrir o seu coração.

Tradução do Espanhol para o Português
Fonte: BOLÍVIA IURD

Portanto, irmãos, sejam pacientes até a vinda do Senhor. Vejam como o agricultor aguarda que a terra produza a preciosa colheita e como espera com paciência até virem as chuvas do outono e da primavera.Tiago.5.7

Deus te oriente,na Fé !

Logo após assistir videos, Dilma manda suspender kit anti-homofobia


Presidente assistiu aos vídeos e chamou o material de "inadequado"


..A presidente Dilma Rousseff decidiu, nesta quarta-feira (25), suspender o kit anti-homofobia, que seria distribuído pelo MEC (Ministério da Educação) às escolas. O anúncio foi feito pelo ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência.

A ação do PRB (Partido Republicano Brasileiro) foi primordial para pôr fim à campanha do MEC. O anúncio de Carvalho foi feito após reunião com representantes do partido e da bancada religiosa na Câmara. De acordo com Carvalho, a presidente Dilma assistiu aos vídeos e não gostou do material.

- A presidente viu e não gostou. Achou que não era propício, achou o material inadequado. Por isso, foi suspensa a produção desse material.

O presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, participou de várias reuniões no Palácio do Planalto com o ministro das Relações Institucionais, Luiz Sérgio, e com a ministra da Secretaria de Comunicação Social, Helena Chagas, acompanhado do líder do PRB na Câmara, Vitor Paulo (RJ), para que a Presidência tivesse conhecimento do chamado “kit gay”. Ontem, ele também esteve com o vice-presidente Michel Temer.


- Eu, como presidente do PRB, participei de diversas reuniões no Palácio do Planalto para levar ao conhecimento da Presidência o movimento contra o chamado “kit gay”. E, depois de levado à presidente Dilma, tivemos essa decisão de encerrar a implantação do projeto.

Carvalho afirmou que o governo achou prudente não editar o material muito menos veicular o vídeo feito por uma ONG.


- Nós recebemos a bancada evangélica e decidimos que está suspensa toda a produção de material referente a esse assunto. Mas salientamos que somos contra qualquer tipo de homofobia, assim como a bancada evangélica. Mas o governo achou prudente não editar o material. O vídeo feito pela ONG também não será veiculado. Qualquer produção nessa área será feita com ampla discussão, para não gerar esse tipo de polêmica.

O material que seria distribuído às escolas circulou pela internet antes mesmo de ser aprovado pelo MEC e o seu conteúdo gerou grande repercussão. Na Câmara dos Deputados, a bancada religiosa trabalha para suspender o projeto antes de ele ser lançado pelo MEC.

Fonte: R7.com

Evangélicos tentam anular decisão do STF sobre união homoafetiva e a sociedade contra o "kit gay" do MEC nas escolas



Evangélicos tentam anular decisão do STF sobre união homoafetiva



A Frente Parlamentar Evangélica (FPE) começa a articular investida para tentar anular os efeitos da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em relação à união homoafetiva. O grupo está colhendo assinaturas e vai apresentar um requerimento para a convocação de uma comissão geral no plenário da Câmara dos Deputados, objetivando discutir o assunto.

No último dia 5, a corte máxima da Justiça brasileira decidiu, por 10 votos a zero, reconhecer a união homossexual estável como unidade familiar. Na prática, ela foi equiparada à relação estável entre homem e mulher, permitindo que direitos e deveres comuns aos casais heterossexuais sejam estendidos aos casais do mesmo sexo. Conquista para o movimento gay, desconforto para os segmentos religiosos mais conservadores.

"Achamos que o remédio para isso é o Parlamento aprovar um projeto de decreto legislativo, com fundamento na Constituição Federal, que diz caber ao Parlamento zelar pela sua competência. O remédio que tem é sustar, através do decreto legislativo, os efeitos dessa decisão (do Supremo)", disse o presidente da FPE, deputado João Campos (PSDB-GO). "Agora, se a Casa terá esse mesmo entendimento e irá aprovar, evidentemente, depende de um debate a partir da apresentação desse projeto. Esta é a nossa disposição".


Supremo reconheceu por dez votos a zero a união estável entre casais do mesmo sexo
Na avaliação João Campos, o Supremo vem praticando um "ativismo judicial perigoso", invadindo e atropelando a competência do Legislativo.

"Isso é muito ruim para o Estado Democrático de Direito, pois ofende o princípio da separação de poderes, fere o princípio do equilíbrio entre os poderes. O Judiciário não tem legitimidade democrática para alterar nenhuma norma", afirma Campos. "Ele pode interpretar. Em alguns casos, como o da união homoafetiva, como o da fixação do quantitativo das câmaras de vereadores, como o da fixação das regras para o uso de algemas, o Judiciário não interpretou lei nenhuma, mas legislou. Isso é um absurdo. É como se o Parlamento, em nome da demora do poder Judiciário, avocasse processos aqui para que nós pudéssemos dizer a sentença".

Sobre as críticas de que o STF teria sido impelido a se posicionar em relação à união estável homoafetiva diante da suposta inércia, do vácuo deixado pelo Legislativo, Campos rebate:

"Esse argumento é falacioso. Se a própria Constituição e o Código Civil criaram uma regra, que, do meu ponto de vista, não cabe nem interpretação de tão clara que é, não há vácuo. Outro argumento que os ministros do Supremo utilizaram foi o da demora do Parlamento em deliberar. Onde é que está escrito que, quando o Parlamento demora a decidir por que a sociedade não constituiu dentro dele uma maioria acerca daquele assunto, outro poder tem que decidir?", questiona Campos. "Se o argumento da demora vale para o Judiciário, então, vale para o Legislativo em relação ao Judiciário. Então, nós poderíamos alocar o processo do mensalão, que está quase prescrevendo sem que o Judiciário se pronuncie, e dizermos a sentença. Isso não tem cabimento".

"Kit gay"

O material do projeto 'Escola sem Homofobia', elaborado pelo Ministério da Educação (MEC) para ser distribuído em colégios da rede pública, também vai receber marcação cerrada dos religiosos.

Segundo João Campos, que participou na quarta-feira (19) da reunião entre deputados evangélicos, católicos e o ministro Fernando Haddad, ficou acertado que a Frente Parlamentar Evangélica, a Frente Parlamentar da Família e a bancada católica irão compor uma comissão para examinar o material, que recebeu a pecha de "kit gay":

"Esta comissão será nossa interlocução com o MEC. Ela, em nosso nome, irá examinar o conteúdo do kit, que não será aprovado antes de ser avaliado pela comissão. A ideia é verificar se há excessos sob nossa visão"

O deputado afirma ainda que, se forem atendidas todas as exigências da comissão, não há objeção quanto à aprovação do material anti-homofobia. Entretanto, pondera em tom de crítica:

"Se ele se adequar àquilo que achamos razoável do ponto de vista pedagógico, não há por que ter objeção. Só achamos que o governo, ao invés de fazer um material que previna preconceito, discriminação a gays, deveria elaborar um material que pudesse prevenir preconceito, violência contra qualquer pessoa. Por que um material apenas para este segmento?", questiona.

Campos confronta a ideia de que lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais seriam mais vulneráveis à violência em razão da intolerância.

"A sociedade brasileira não é intolerante, preconceituosa. Graças a Deus, as ocorrências de intolerância em relação a preconceitos são muito pontuais. Pela nossa formação, essa miscigenação que ocorreu no Brasil, somos uma síntese da sociedade mundial. Mas o que parece é que o governo brasileiro e o movimento homossexual querem vender para o mundo que a sociedade brasileira é intolerante. Querem criminalizar condutas, oferecer toda uma estrutura de governo para enfrentar a intolerância. Se for assim, teremos que criar um plano nacional de cidadania para os religiosos, para os ciganos, daí por diante, com a mesma linha, com a mesma estrutura, o mesmo financiamento do voltado para o movimento homossexual".

Na interpretação de João Campos, as estatísticas sobre crimes motivados por homofobia no Brasil não encontram paralelo com a realidade:

"Todos nós somos contra a violência. Isso é base, fundamento do cristianismo. Mas há dados hoje que nos preocupam. Não batem. Tem situações em que o homossexual foi vítima de uma lesão corporal, um homicídio, mas não por homofobia. Foi um desentendimento numa boate etc. Aí, colocam tudo isso numa estatística como se fosse homofobia. É como se colocássemos todos os religiosos que foram vítimas de violência num determinado mês e falássemos que a motivação foi religiosa. Há dados que indicam que os maiores algozes do homossexual são os próprios parceiro deles. Se o autor é o companheiro, certamente a motivação não é homofobia".

Vazamento

Durante a reunião com parlamentares católicos e evangélicos, o ministro da Educação, Fernando Haddad, negou que alguns materiais em circulação, atribuídos ao kit anti-homofobia, tenham sido aprovados pelo MEC.

"O ministro disse que o governo contratou uma empresa para elaborar o material, que só agora o apresentou ao ministério. Segundo ele, houve um vazamento. Nós estamos presumindo que o vazamento partiu da empresa contratada. Aí, o nosso questionamento, como uma empresa contratada pelo governo para elaborar um material dessa natureza, se antecipa e coloca na mídia? Queremos que seja apurada a responsabilidade. Senão, vamos concluir que houve concordância, aquiescência do governo. Mas independentemente de ele ter concordado, vamos fazer uma representação para que isso aconteça", avisa Campos.

Fonte: Ana Cláudia Barros "portal terra"

A fé e a confiança



Uma coisa é a fé e outra,completamente diferente,é a confiança.A fé é como a partida do motor do automóvel,sendo a confiança o combustível que mantém esse automóvel em funcionamento;uma depende da outra, entretanto,são completamente distintas. Várias pessoas têm confundido fé com confiança,razão pela qual muitas delas,vêm perdendo bençãos que um dia alcançaram.

Dentre os inúmeros exemplos da distinção entre fé e confiança, podemos situar o de Pedro,andando por sobre as águas. Quando ele desceu do barco e começou a andar sobre o mar,por ordem do Senhor Jesus, de fato ,deu uma demonstração viva de fé;tanto é que realmente conseguiu dar alguns passos. Entretanto, ao reparar a força do vento,teve medo e, começando a submergir,gritou socorro. O seu medo conseguiu anular a sua fé. Ele teve fé para sair do barco e andar sobre as águas,contudo,essa fé não foi suficiente para mantê-lo firme,porque lhe faltava algo mais,ou seja,a confiança. A sua fé lhe deu condições de tomar uma atitude, mas não de mantê-la até o fim.

A fé tem o poder de tornar possível todos os impossíveis,quando não oscila naquele que a tem;o que significa que ela nem sempre é determinante das nossas ações. As circunstâncias que o mundo nos apresenta,infelizmente,obriga-nos a permitir na nossa fé.

Há momentos em que sentimos o coração arder em fé,mas há outros em que o oposto é verdadeiro. É aí que a confiança íntima do coração nos faz sustentar a fé. Quando Jó estava em meio às suas desgraças,e já havia perdido toda familia,os bens,amigos e a saúde,confessou:"Eu sei que o meu Redentor vive, e que no fim se levantará sobre a terra.E depois que o meu corpo estiver destruído e sem carne, verei a Deus.Eu o verei, com os meus próprios olhos; eu mesmo, e não outro! Como anseia no meu peito o coração!"(Jó.19.25)

Essa voz do coração era a sua confiança que " gritava" como se dissesse que ela continuava muito viva e intacta.

A confiança,ao contrário da fé,não se manifesta com maravilhas;ela é sutil e discreta,mas,sustentada pela fé,jamais oscila. Quando existe,então,permanece,independentemente de quaisquer circunstâncias,como foi o caso de Jó. O seu sofrimento,embora tivesse sido o mais cruel de todos os sofridos pelos homens,com exceção do Senhor Jesus,não abalou a sua confiança. A confiança mantém a esperança viva,pois é uma constante.

Aí está a razão por que o apóstolo Paulo afirmou:" Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.(1Cor.13.13).

A fé representa os dons;a esperança,a confiança;e o amor,os frutos. A igreja do Senhor Jesus Cristo,como um Corpo,anda com essas duas pernas : os frutos e os dons. O seu equilíbrio está na fé e no amor,mas a sua alma é a esperança que mantém firme o propósito de seguir avante.

Não se pode lutar com firmeza,usando apenas uma perna,seja o amor ou a fé . A tendência para um dos dois lados é perigosa,pois,se a igreja tende para os frutos,ela automaticamente deixa os dons e vice-versa. Se partir para os frutos, a palavra fala que "Onde não há profecia, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei esse é bem-aventurado.(Prov. 29.18). Se partir apenas para os dons,está escrito: " O amor jamais se acaba; mas quer haja profecias, desaparecerão; quer línguas, cessarão; quer ciência, desaparecerá.(1 Cor.13.8)

Assim, consideramos o equilíbrio espiritual tanto para os dons,quanto para os frutos,na esperança que se renova no Senhor Jesus.

De: Bp.Macedo

Deus te oriente,na Fé !

A ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria


Senador Crivella comenta o direito dos cidadãos homossexuais e o PL 122/2006


Nossos filhos não vão virar gays!

Imagine esta cena: Seu filho chega à escola para mais um dia de aprendizado, e, em plena sala de aula, a professora inicia uma nova lição que é debater um vídeo em que duas meninas lésbicas falam sobre como é bom ser homossexual. E mais: nos livros didáticos, a professora lê, com seu filho, histórias com famílias gays, histórias de homens e mulheres bissexuais, transexuais e travestis.
Acredite: é isto que pretendem fazer nas escolas públicas do Brasil, no segundo semestre deste ano. O Ministério da Educação quer distribuir vídeos e livros como esses em 6 mil escolas do País.
O absurdo é tão desmedido que fere a lógica. Agride qualquer pai. Agride nossa fé.
O que deveria servir para combater a discriminação vira propaganda explícita do homossexualismo.
Não tenho preconceito, pois eu mesmo já atendi a vários homossexuais na Igreja. Oramos por eles, aconselhamos e os auxiliamos com o mesmo zelo espiritual dedicado a qualquer outro sofrido que atravessa as portas dos Cenáculos do Espírito Santo.
A Palavra de Deus e a IURD nos ensinam que devemos aceitar o homossexual, mas nunca, jamais, o homossexualismo!
Meus filhos não vão virar gays! É meu, SOMENTE MEU, o direito de não desejar um filho gay! A Constituição me garante isto. Temos o direito de almejar para os nossos filhos o que entendemos como o melhor para o futuro deles. E, sob a luz da nossa fé, o caminho da felicidade passa pela construção de uma família com marido e esposa, isto é: homem e mulher.
Que o Espírito Santo toque em nossas autoridades, para que acabem com esta aberração. E que nosso grito de protesto chegue aos homens de Brasília.


Obreiro anônimo
Blog Bp. Macedo

Porque o PL 122/2006 é inconstitucional

Antes de fazer qualquer comentário, é importante frisar que uma coisa é criticar conduta, outra é discriminar pessoas. No Brasil, pode-se criticar o Presidente da República, o Judiciário, o Legislativo, os católicos, os evangélicos, mas, se criticamos a prática homossexual, logo somos rotulados de homofóbicos. Na verdade, o PL-122 é contra o artigo 5º da Constituição, porque o projeto de lei quer criminalizar a opinião, bem como a liberdade religiosa.

Vejamos alguns artigos deste PL:

Artigo 1º: Serão punidos na forma desta lei os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gêneros.

Comentário: Eles tentam se escorar na questão de raça e religião para se beneficiar. O perigo do artigo 1º é a livre orientação sexual. Esta é a primeira porta para a pedofilia. É bom ressaltar que o homossexualismo é comportamental, ninguém nasce homossexual; este é um comportamento como tantos outros do ser humano.
Artigo 4º: Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos.

Comentário: Não serão os pais que vão determinar a educação dos filhos — porque se os pais descobrirem que a babá dos seus filhos é homossexual, e eles não quiserem que seus filhos sejam orientados por um homossexual, poderão ir para a cadeia.
Artigo 8º-A: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

Comentário: Isto significa dizer que se um pastor, ou padre, ou diretor de escola — que por questões de princípios — não queira que no pátio da igreja, ou escola haja manifestações de afetividade, irão para a cadeia.
Artigo 8º-B: Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

Comentário: O princípio do comentário é o mesmo que o do anterior, com um agravante: a preferência agora é dos homossexuais; nós, míseros heterossexuais, podemos também ter direito à livre expressão, depois que é garantida aos homossexuais. O parágrafo do artigo que vamos comentar a seguir "constituiu efeito de condenação".
Artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.

Comentário: Aqui está o ápice do absurdo: o que é ação constrangedora, intimidatória, de ordem moral, ética, filosófica e psicológica? Com este parágrafo a Bíblia vira um livro homofóbico, pois qualquer homossexual poderá reivindicar que se sente constrangido, intimidado pelos capítulos da Bíblia que condenam a prática homossexual. É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos. Não queremos impedir ou cercear ninguém que tenha a prática homossexual, mas não pode haver lei que impeça a liberdade de expressão e religiosa que são garantidas no Artigo 5º da Constituição brasileira. Para qualquer violência que se cometa contra o homossexual está prevista, em lei, reparação a ele; bem como assim está para os heterossexuais. A PL-122 não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem isso escorados na questão do racismo e da religião.


Fonte: Associação Vitória em Cristo

Deus te oriente,na Fé !

A fé emotiva faz a pessoa cega e fanática - Pacto com Deus - Bispo Macedo

Neste vídeo o Bispo Macedo adverte que o fanatismo deixa a pessoa cega e sem entendimento,não precisamos sentir e não basta apenas crêr no que esta escrito . É como na constituição do país esta escrito os direitos de seus cidadões mas estes tem que lutar por seus direitos tem que correr atras pra fazer valer o seu direito.
O pacto com Deus é assim a pessoa tem direitos e previlégios e também deveres. veja:

Bancada Evangélica barra votação da PL 122 ,Senador Magno Malta fala sobre aprovação do casamento gay pelo STJ



Bancada Evangélica barra votação da PL 122

O projeto de Lei 122/2006 seria votado nesta manhã pela Comissão de Direitos Humanos do Senado, mas a pressão da bancada evangélica fez com que a votação fosse adiada sem previsão de ser retomada.

Alguns representantes da Frente Parlamentar Evangélica presentes à sessão alegaram que é necessário realizar audiências públicas, porque o projeto não teria sido suficientemente discutido no Congresso.

O Senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) argumentou que: “O Estado, que na Constituição não pode embaraçar o funcionamento dos templos religiosos, nem financiá-los e não ter nenhum tipo de relação, uma vez que o Estado é laico, agora faz a “lei da mordaça” e faz com que os religiosos só possam se manifestar dentro das igrejas. Isso é um absurdo e inaceitável. São direitos consagrados pela Constituição”

“Precisamos debater à exaustão, sem privilegiar ninguém. Há pelo menos 150 milhões de brasileiros que não foram ouvidos”, disse o senador Magno Malta.

O texto do PL 122 é de autoria da ex-deputada Iara Bernardi (PT-SP) e tramita há dez anos no Congresso, mas somente em 2006 foi aprovado no plenário da Câmara. A intenção da senadora Marta Suplicy (PT-SP) que o desarquivou e virou sua relatora, era aprovar a PL até a próxima semana, quando começa as comemorações do Dia Nacional de COmbate à Homofobia, data comemorada no dia 17 de maio e que vai movimentar a Esplanada em Brasília.

Bate boca
Na saída da sessão a senadora do PT concedeu uma entrevista aos jornalistas e o deputado Jair Bolsonaro exibiu uma cartilha do Ministério da Educação (MEC), expondo o Plano Nacional de Promoção à Cidadania GLBT, o que ele considera algo “moralmente ofensivo à sociedade”. Exaltada, a senadora Marinor Brito deu um tapa no livreto e acusou Bolsonaro de ser “criminoso”. Bolsonaro retrucou chamando-a de “heterofóbica” e os dois trocaram ofensas e xingamentos.

Na categoria Politica. Tags: Bispo Marcelo Crivella, homofobia, homossexuais, Homossexualismo, Marcelo Crivella, Partido Republicano Brasileiro, PL 122, PLC 122, PLC122, PRB, Senador Crivella, Senador Marcelo Crivella. Deixar um Comentário »
Magno Malta teve a transmissão de seu discurso cortado na TV Senado
Maio 12, 2011 —

Magno Malta teve a transmissão de seu discurso interrompido na TV Senado
Na manhã desta quinta-feira, 12, o Senador Magno Malta estava discursando sobre o Projeto de Lei 122/2006 que define crimes de preconceito contra homossexuais quando teve seu discurso cortado pela TV Senado que transmitia a sessão dos senadores que examinava o projeto. O sinal foi cortado tanto para quem assistia pela TV como também na Internet.

O PL foi desarquivado em fevereiro pela senadora Marta Suplicy (PT-SP) que se tornou a relatora do projeto e durante a sessão de hoje pediu para que os senadores que são contra que se manifestassem para que ela tentasse entendê-los.

No trecho que foi transmitido o senador Magno Malta falava que o texto referido é já é errado em seu nascedouro “porque o homofóbico quer matar, que destruir, quer enforcar”.

“O projeto de Iara Bernardes arrumava cadeia para todo mundo. Criminalizava a sociedade como um todo. Você era obrigado a gostar e querer o que ela escreveu no texto dela. Uma série de inconstitucionalidades”, diz Magno Malta.

Ele pede uma audiência pública para ouvir a sociedade para saber o que os cidadãos brasileiros pensam sobre isso. Também pede que organizações como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e também entidades religiosas como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se manifestem sobre isso.

No meio desse discurso a TV Senado saiu do ar e muitas pessoas começaram a reclamar e acusar os diretores de promoverem uma ditadura em favor dos homossexuais. Minutos depois o Senador Marcelo Crivella esclareceu que o debate continuou ao vivo pela TV Senado na Internet, no canal digital e pela Rádio Senado.

No final da sessão os Senadores aprovaram o adiamento do debate.

Fonte: Universo Universal
Gospel Prime

www.senado.gov.br

Fé e Visão,nos exemplos de Paulo


" não havia falta de confiança com Deus no concernente a Paulo. A fé na palavra de Deus, que Paulo exibiu nos altos mares, era típica da confiança que ele tinha em Deus de fazer tudo quanto prometia ."Portanto, ó senhores, tende bom ânimo; porque creio em Deus, que há de acontecer assim como a mim me foi dito." (Atos.27.25)

Uma das tarefas importante que um evangelizador tem é passar aos que ele evangeliza a fé e visão que ele próprio possui. Paulo era,acima de tudo, um homem de fé. Sua confiança em Cristo era absoluta, e aonde quer que fosse, deixava pessoas cuja fé havia sido reavivada e renovada.

Em suas cartas ele tinha muito que dizer acerca da fé que revelam seus próprios discernimentos. Ele via a fé como o principio da vida diária do cristão. " Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos." (2 Cor.5.7) Um desejo ardente de sinais exteriores ou milagres,ou de sentimentos interiores para amparar a fé era,para ele,marca de imaturidade espiritual. A fé se ocupa com o invisível e espiritual. A vista está interessada no tangível e visível. A vista concede realidade somente às coisas presentes e visível. " Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos." (Heb.11.1).

A Fé pra funcionar tem que ter confiança,esperança,crença tratando diretamente com Deus. " Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam."( Heb.11.6) A fé que Paulo tinha em Deus era como a de uma criança,confiança sem esforço que nunca foi traída. Com tal Deus conforme as Escrituras revelam, ele se sentia muito à vontade tanto no reino do impossível como no do possível. Seu Deus não conhecia limitações,e, portanto,era digno de confiança ilimitada.

Foi Paulo quem nos disse que "Conseqüentemente, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo." (Rom.10.17) Ela não vem pela introspecção, mas por nos ocuparmos com o que Deus disse. Se desejamos te fé,devemos primeiro descobrir um fato que traga a autenticação divina, sobre o qual ela possa descansar. Paulo lembra-nos que este foi o segredo do pai dos fiéis, Abraão: " Abraão, contra toda esperança, em esperança creu, tornando-se assim pai de muitas nações, como foi dito a seu respeito: "Assim será a sua descendência".
Sem se enfraquecer na fé, reconheceu que o seu corpo já estava sem vitalidade, pois já contava cerca de cem anos de idade, e que também o ventre de Sara já estava sem vitalidade.Mesmo assim não duvidou nem foi incrédulo em relação à promessa de Deus, mas foi fortalecido em sua fé e deu glória a Deus,estando plenamente convencido de que ele era poderoso para cumprir o que havia prometido.Em conseqüência, "isso lhe foi também creditado como justiça".
(Rom.4.18-22). A fé se alimenta da palavra que Deus empenhou.

Ter fé é ter visão. Paulo podia ver coisas invisíveis a muitos de seus colegas mais voltados para a terra. O servo de Eliseu viu com grande nitidez a vastidão do exército ao seu redor. A fé que Eliseu tinha o capacitou a ver as invencíveis hostes celestiais que os cercavam. Sua fé comunicou visão.

Onde outros viam dificuldades,Paulo via novas oportunidades. "Mas permanecerei em Éfeso até o Pentecoste,porque se abriu para mim uma porta ampla e promissora; e há muitos adversários."(1 Cor. 16.8-9). Longe de arrefecer-lhe o ânimo,a grande oposição atuou como um estímulo para ele entrar pela porta aberta.

Conquanto essencialmente realista,Paulo era, não obstante,otimista. Nenhum pessimista jamais deu um líder inspirador. O homem que olha tanto para as dificuldades que não discerne as possibilidades, jamais inspirará a outros.

Deus te oriente,na Fé !

Homenagem as mães - IURD-Brasilândia

Profissão Mãe

Uma mulher foi renovar a sua carteira de motorista.
Pediram-lhe para informar qual era a sua profissão.

Ela hesitou, sem saber bem como se classificar.
"O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.
"Claro que tenho um trabalho", exclamou.

"Sou mãe".
"Nós não consideramos "mãe" um trabalho.

Vou colocar "Dona de casa", disse o funcionário friamente.
Não voltei a lembrar-me desta história até o dia em que me encontrei em situação idêntica.

A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira,
segura, eficiente, dona da situação, perguntou:Qual é a sua ocupação?
Não sei o que me fez dizer isto, as palavras simplesmente saltaram-me da
boca para fora:

"Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."

A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar para o
ar e olhou-me como quem diz que não ouviu bem.

Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.
Então reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no
questionário oficial.

Posso perguntar, disse-me ela com novo interesse,
o que faz exatamente?

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz,
ouvi-me responder:

"Desenvolvo um programa a longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e
fora de casa). Sou responsável por uma equipe (minha família), e já recebi
quatro projetos ( todas meninas).

Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda???),
o grau de exigência é em nível de 14 horas por dia (para não dizer 24 horas).

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de
preencher o formulário, se levantou e, pessoalmente me abriu a porta.
Quando cheguei em casa, com o título da minha carteira erguido, fui
recebida pela minha equipe: uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 3
anos.

Do andar de cima, pude ouvir o meu novo experimento (um bebê de seis
meses), testando uma nova tonalidade de voz.

Senti-me triunfante!

Maternidade... que carreira gloriosa!

Assim, as avós deviam ser chamadas
"Doutora-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas".

As bisavós:
"Doutora- Executiva- Sênior".

E as tias:
"Doutora - Assistente".

Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres, mães, esposas, amigas,companheiras.

Doutoras na Arte de fazer a vida melhor !!!

Feliz dia das mães!!!!

Autor: desconhecido

Deus te oriente, na Fé !

A Carta de um inimigo declarado "Satanás"




Ontem eu te vi quando começava o seu dia. acordou e nem se quer orou ao seu deus . Ou melhor, durante todo o dia você não orou ,e nem se lembrou de abençoar a sua comida. Você é muito ingrato(a) para com seu Deus ,e isso em você me agrada muito. Eu também gosto da enorme fraqueza que sempre demonstra no que diz respeito ao seu crescimento espiritual,em ser um cristão.

Raramente lê a Bíblia e quando faz está cansado. Não medita no que lê, ora quase nada, além disso,muitas vezes diz palavras que não analisa. Por qualquer pretexto chega tarde ou falta ao seu culto de ensino. E o que falar de suas murmurações ? Temos assistido muitos filmes juntos,sem falar nas vezes que fomos juntos ao teatro. Lembra daquele dia da tua fraqueza com aquela linda pessoa? Oh como foi bom !

mas o que mais me agrada, é que você não se arrepende. E que sabe que é jovem e tem que aproveitar a vida, pensa só na carne e não acredita que precisa ser salvo para eternidade. Não há dúvidas que você é um dos meus!

Amo as piadas vergonhosas que você conta e que também escuta.Você ri delas,eu também rio de ver um filho de Deus participando disto. O fato é que nos sentimos bem. A musica vulgar e de duplo sentido que você escuta me agrada demais. Como você sabe quais são os grupos que eu gosto de escutar? E também adoro quando murmura e se revolta contra o teu Deus.

Sinto-me feliz quando vejo você dançando e fazendo estes movimentos sensuais,eles me fascinam.com isso me agrada! Você quer se encontrar comigo qualquer dia destes?

Certamente quando você pensa em buscar e mudar,fico triste,mas sem problema sempre haverá outra oportunidade. Tem vezes que me faz coisas incríveis, quando da mal exemplo as crianças ou quando os autoriza para perderem a sua inocência através da televisão,músicas ou coisas do gênero. Eles são tão espertos que imitam facilmente tudo que vêem. Muito obrigado!

O que mais me agrada é que poucas vezes tenho que tentar,quase sempre cai por conta própria. Você busca os melhores momentos,se expõe a situações perigosas,me dando lugar!

Se tivesse cabeça mudaria de ambiente e de companhias, buscaria a palavra de Deus e entregaria realmente a tua vida aquele que você chama Deus e , ainda mais,viveria o resto de seus anos de vida sobre a orientação do Espírito Santo.

Não tenho costume de enviar este tipo de mensagem, mas você é tão acomodado espiritualmente que não acredito que vá mudar nada.

Não me entenda mal, eu te odeio e não te do à mínima. Se te busco é porque você me sartisfaz com suas atitudes e faz cair em ridículo a JESUS CRISTO.

Ass: Teu inimigo que te odeia, Satanás.


Medite :
"Olhai por vós mesmos; não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e aquele dia vos sobrevenha de improviso como um laço.
Porque há de vir sobre todos os que habitam na face da terra.Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que hão de acontecer, e estar em pé na presença do Filho do homem."(Lc.21.34-36)

Deus te oriente, na Fé!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...