IURD Cenáculo Brasilândia Rua,Parapuã,1885, V. Brasilândia, São Paulo, SP

Loading...

O fruto do Espírito Santo


Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.(Gl.5.22-23)

Conforme prometido na semana passada,hoje e eu quero abordar o fruto do Espírito Santo detalhadamente e é bom frisar, que só podemos produzir esse Fruto se nos enchermos do Espírito Santo e andarmos em Espírito. Estar cheio (andar) do Espírito é o mesmo que permitir que a Palavra de Cristo (a Bíblia) habite em nós ricamente (Colossenses 3:16).

Só assim poderemos produzir:
Amor - Esse amor é o interesse maior em querer que o seu semelhante seja salvo. Por essa razão,a pessoa selada com o Espírito Santo não mede esforços ou sacrifícios em procurar salvar almas. (1Cor.13; Ef.5.1-2,14-18);

Alegria - Essa alegria não vem do exterior,mas nasce no mais profundo da alma mediante a comunhão íntima com Deus (Sl.16.11;51.12;Jo.16.20) e nada,absolutamente nada,pode arrancá-la do coração dos revestidos com o Espírito Santo;

Paz - Essa paz não é algo momentâneo! mas um estado permanente de tranquilidade,serenidade e confiança de que a sua vida está nas mãos de Deus. E quais quer que sejam as tempestades ou os problemas a paz nunca desaparecerá (jo.14.27);

Longanimidade - Significa paciência. A pessoa selada com o Espírito Santo sabe esperar,pois esse é o caráter do próprio Deus (Ex.34.6; 1Tess 5.14);

Benignidade - O cristão que possui essa virtude nunca quer magoar ninguém,nem lhe provocar dor (Ef.4.32; Col 3.12-13);

Bondade - É a qualidade daquele que é bom,e isso é expresso através de atitudes de bondade (Rom. 2.4). uma pessoa bondosa sempre está pensando em como ajudar o seu semelhante;

Fidelidade - Em uma das melhores versões da bíblia, King James Version, o fruto aqui relacionado é "Fé". isso significa que a fidelidade está relacionada com a fé. E de fato, a fidelidade é a observância da fé;a lealdade constante e inabalável com quem estamos unidos por uma aliança. Essa virtude não é nada relevante para aqueles que não têm o batismo no Espírito Santo. Entretanto,para os revestidos com o poder do alto,ela sempre é levada a sério e praticada;

Mansidão - Basicamente a mansidão é observada através de um caráter manso, brando e sossegado.porém,isso não significa dizer que o manso não venha irar-se também,e quando necessário, submeter-se humildemente. Ora,o manso pode ser definido como uma pessoa bastante equilibrada que sabe se comportar. Moisés foi um exemplo de mansidão (Nm.12.3),o que não significa dizer que ele se mantinha brando diante da rebelião e tomava decisões enérgicas. O Senhor jesus que era manso e humilde de coração (Mt.11.29), também reagiu diante dos vendilhões do templo (Mt.21.12-13);

Domínio Próprio - É a virtude de Deus que nos dá poder para dominar o nosso próprio ser(Prov. 16.32),nossas paixões,desejos e concupiscências (1Cor. 7.9;Tito 1.8). Domínio próprio deve ser o alvo da nossa atenção, porque estamos literalmente numa guerra,quando pensamos nos desejos pecaminosos que tentam nos subjugar.

O domínio próprio está muito relacionado com uma decisão interior de fazer o que muitas vezes não se tem vontade. Ex. As pessoas raramente sentem-se motivadas a estudar a Palavra de Deus com regularidade. Existem tantas outras coisas mais fáceis de fazer – mentalmente falando – assistir TV, ler uma revista ou jornal, ler um bom livro, bater um bom papo, navegar na internet, etc. Por isso, é necessário uma decisão pessoal interna e uma postura externa – “vou levantar, pegar a bíblia, um caderno de anotações, vou sentar na sala e vou estudá-la”. Isso não soa muito espiritual, porque quase tudo na vida cristã tem um som romântico, mas foi exatamente o que Paulo disse em 1Co 9.27:

“Esmurro o meu corpo e faço dele o meu escravo...para que eu mesmo não venha a ser reprovado”.

Na verdade temos uma grande e difícil jornada e a caminha será muito mais tranqüila se nós mesmos não formos os nossos problemas.E viver este propósito do "Jejum de Daniel" é a oportunidade que temos para,pedir a Deus a capacidade de sermos dominados completamente pelo Espírito Santo. Só assim produziremos o fruto do Espírito Santo.

O segundo sinal do batismo no espírito santo é o falar em outras línguas, mas este é um assunto que abordaremos noutra postagem.

Que Deus te oriente,na Fé !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos comentários são bem vindos.

Porém, se o seu comentário,conter qualquer tipo de agressão, ofensa ou desrespeito para com a Instituição Igreja Universal, para com seus líderes ou para com o autor deste blog, removeremos seu comentário sem aviso prévio.

Desde já agradeço o comentário.

Que Deus nos oriente,na Fé!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...