IURD Cenáculo Brasilândia Rua,Parapuã,1885, V. Brasilândia, São Paulo, SP

Loading...

As Festas Juninas e suas simbologias

Eu já havia escrito aqui antes que vivemos num país onde predomina a idolatria, O Brasil idolatra um ídolo por dia, e o mês de junho é recheado de festividades. Depois do Dia dos Namorados, a festa é de Santo Antônio (conhecido popularmente como o santo casamenteiro), São João e São Pedro.

Existem algumas teorias acerca da cultura e da origem das Festas Juninas, como são chamadas. A primeira refere-se ao fato de acontecerem no mês de junho, daí a razão de junina. A segunda explica que, por serem originárias de países católicos europeus, as festas seriam uma homenagem a São João (Batista). No entanto, no mês de junho, pelo menos três santos católicos são homenageados: além de São João (comemorado no dia 24), Santo Antônio (comemorado em 13) e São Pedro (comemorado no dia 29) também são celebrados.

Existem pessoas se convertem a cristo mas ainda assim participam destas festas,comem seus quitutes,parecem não terem conhecimento da palavra de Deus. Hoje em dia tem até igrejas ditas cristãs que promovem o "Arraiá Gospel". O povo de Deus não pode compactuar com isso gente! Não participe desta idéia tão comum em nossos dias. A igreja deve transformar o mundo o mundo não pode transformar a igreja.

Veja o perigo e o significado dos artifícios destas festas


Apesar dos grandes riscos de incêndio, as Festas Juninas são marcadas por fogueiras e balões. Outros itens presentes na tradição são a quadrilha, o pau-de-sebo, o casamento caipira, o fogo, as simpatias, a lavagem dos santos e as comidas típicas.

Fogueira: Segundo a tradição, é considerada um símbolo de reunião entre amigos e familiares, além de simbolizar a purificação; serve de proteção contra espíritos, homenageia e agradece aos deuses;

Balões: São uma oferta aos céus, cujo propósito é realizar ou agradecer pela realização de pedidos;

Fogos: A crença popular diz que o som produzido pelos fogos de artifício serve para espantar espíritos maus e para acordar São João para a festa;

Casamento caipira: É uma celebração típica, em que a noiva engravida antes de casar-se. O noivo, bêbado, por sua vez, tenta fugir do compromisso, mas é impedido pelo delegado, que o obriga a se casar;

Quadrilha: Esta tradição é de origem inglesa, mas, na França, recebeu o nome de quadrille. Ela foi trazida ao Brasil através dos portugueses e significa o agradecimento aos santos pelas boas colheitas;

Lavagem dos santos: neste episódio, as bandeiras, simbolizadas pelas bandeirinhas, são mergulhadas em água, significando purificação em todo o ambiente da festa;

Simpatias: Principalmente para trazer sorte no amor. Nesta tradição, a imagem do santo (Antônio) recebe castigos até que a pessoa encontre o seu amor.

A palavra grega é koinonikos, alguém que compartilha é sócio companheiro participante parceiro, não seja parceiro destes. Se você compartilha você é igual, não há diferença em você, isso é Bíblico não podemos partilhar da mesa de Deus e da mesa dos demônios.

Ídolos podem ser deste imagens de gesso,pedra,metal,madeira..,como pode ser também uma imagem refletida num espelho ou na água ou mesmo uma idéia na mente, Narciso um dos deuses da mitologia grega morreu adorando sua imagem refletida na água.

Os judeus desdenhavam dos adoradores de imagem, pois sabiam que estavam condenados a morte. O homem tem a imagem de Deus, Iakob, não a imagem feita por mãos de pessoas, a imagem de Deus foi produzida no homem pelo próprio Deus.

Os ídolos são bdelygmata, ”abominações” por detrás existem deimonia (demônio).

Por isso o cristão ao se voltar para eles atrai para si a ira de Deus.O que Paulo diz é que nós partilhamos da comunhão com Cristo e isso basta para nós não devemos ter nenhum tipo de comunhão com imagens e ídolos pois assim teremos comunhão com o demônio.

A Bíblia não faz referências sobre festividades que envolvam santos. Nem mesmo o Natal é referido. Muitas festas e datas comemorativas celebradas no País são de origem pagã, trazidas para agradecer aos deuses por uma suposta colheita bem-sucedida ou pela realização de pedidos.

Apesar de ser uma celebração cultural e uma tradição que vem desde a chegada dos portugueses, as Festas Juninas trazem o perigo de desviar o foco da fé bíblica e racional para uma fé emotiva, cujo teor é o imaginário popular, a crendice e o folclore.

Além disso, mesmo considerada uma festa cristã, o cristianismo em si celebra a fé em Jesus Cristo, nas Suas promessas e na certeza de que somente Ele tem o poder de curar, abençoar e realizar os sonhos de qualquer pessoa que deposite nEle sua inteira confiança.

Aqueles que comem as coisas oferecidas em sacrifícios tomam parte juntos no sacrifício que é oferecido a Deus no altar. O que é que eu quero dizer com isso? Que o ídolo ou o alimento que é oferecido a ele tem algum valor? É claro que não! O que estou dizendo é que aquilo que é sacrificado nos altares pagãos é oferecido aos demônios e não a Deus. E eu não quero que vocês tomem parte nas coisas dos demônios. Vocês não podem beber do cálice do Senhor e também do cálice dos demônios. Vocês não podem comer na mesa do Senhor e também na mesa dos demônios. Ou será que queremos provocar o Senhor, fazendo com que ele fique com ciúmes?"(1Cor. 10. 15-22)

No livro de "Sabedoria" um dos "livros apócrifos" encontrado na versão católica da Bíblia Sagrada mas especificamente no capitulo 13 entre os versos 10 e 19 mostra um tratado de Ética recomendando a sabedoria e a retidão, e condenando a Iniqüidade e a idolatria. A passagem salienta o pecado e a loucura da adoração das imagens, lembram as passagens que sobre o mesmo assunto se encontram nos Salmos e em Isaías (compare: Sabedoria 13.11-19, com Salmos 95; 135.15-18 e Isaias 40.19-25; 44.9-20). é de se revoltar ver que a igreja romana adotou um livro como esse a ainda se rende a prostituição espiritual que é a idolatria.

O referido texto diz : "Mas são desgraçados e esperam em mortos, aqueles que chamaram de deuses a obras de mãos humanas: o ouro, a prata, artisticamente trabalhados, figuras de animais, alguma pedra inútil, a que, outrora, certa mão deu forma. Um carpinteiro, por exemplo, serra uma árvore fácil de manejar. Depois lhe tira cuidadosamente toda a casca, trabalha a madeira com habilidade e fabrica um móvel, útil para as necessidades da vida. Terminado o trabalho, ele recolhe as sobras da madeira, as emprega para preparar a comida, e se farta. Da sobra de tudo, que não serve para nada, madeira retorcida e cheia de nós, ele a pega e a esculpe nos momentos de lazer. Para se distrair, modela a madeira com capricho, e lhe dá o formato de um homem, ou então a forma de algum animal desprezível. Depois pinta o ídolo de vermelho e cobre de massa todos os seus defeitos. A seguir, prepara-lhe um nicho digno dele, e o coloca na parede, prendendo-o com um prego. Toma esses cuidados para que não caia, sabendo que o ídolo não pode cuidar de si mesmo: é apenas uma imagem, e precisa de ajuda. Entretanto, logo em seguida lhe dirige orações por seus bens, casamento e filhos, sem se envergonhar de ficar falando com uma coisa sem vida. Para a saúde, invoca o que é frágil. Para a vida, faz súplicas àquilo que é morto. Para um auxílio, pede ajuda àquilo que não tem experiência. Para uma viagem, dirige-se a quem não pode dar um passo. Para seus negócios, trabalhos e sucesso nos empreendimentos, pede forças a quem não tem força nenhuma nas mãos". O diabo tem o poder de cegar o entendimento da pessoa a esse ponto, seja vigilante.

"Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá".(Atos 15:28-29)


Concluindo somos um povo separado para servir somente a Deus,aquilo que Deus não aprova nós também não podemos aprovar,temos que pensar como Cristo pensaria,temos que agir como Cristo agiria,em Israel havia idolatria mas Cristo nunca participou destas coisas,as festas que Ele freqüentava era festa de dedicação no templo e casamento de amigos.sejamos como o Senhor,busquemos viver como o Senhor em nome de Jesus.

Que Deus nos oriente,na Fé!
Ah!! se você gostou do blog fale com outras pessoas sobre ele.
Ajude-nos a divulgar JESUS SEM HERESIAS !

Um comentário:

Todos comentários são bem vindos.

Porém, se o seu comentário,conter qualquer tipo de agressão, ofensa ou desrespeito para com a Instituição Igreja Universal, para com seus líderes ou para com o autor deste blog, removeremos seu comentário sem aviso prévio.

Desde já agradeço o comentário.

Que Deus nos oriente,na Fé!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...